Notícias

Vicentina Aranha realiza diálogo pela 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Vicentina Aranha realiza diálogo pela 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 

 

As perspectivas de futuro e as expectativas de desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação, considerando a transversalidade existente entre os saberes tracionais e as novas tecnologiasE com este mote que o Parque Vicentina Aranha realiza na próxima quinta-feira (7), às 19h, um diálogo entre a folclorista Angela Savastano e o físico Roberto Stempniak, com mediação do também físico Carlos Alexandre Wuensche, chefe da Divisão de Astrofísica do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).  

 

O evento registra a participação do Parque Vicentina Aranha na 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia e tem como tema ‘A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta’. A promoção é do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. O encontro será virtual e transmitido pelas redes sociais do parque (Facebook e YouTube).  

 

Atributo fundamental 

 

Cada vez mais se reconhece a transversalidade como atributo fundamental, efetivo e atual nas agendas voltadas ao desenvolvimento equitativo e sustentável. A superação dos grandes desafios globais, nacionais e regionais, depende de ações que considerem os avanços científicos e tecnológicos em diferentes áreas do conhecimento; e que sejam capazes de integrá-los e otimizá-los, em benefício da humanidade e do planeta, defende o MCTI. 

 

O mesmo movimento humano que cria, desenvolve e reformula especialidades, reconhece a necessidade de interdependência entre competências e vivências; e de reconhecimento a realidades, culturas e saberes distintos. A natureza transversal da ciência, a serviço do desenvolvimento humano, considera não apenas a interlocução entre pesquisadores, academia, governos, setores produtivos e sociedade, mas também a expectativa de que os frutos de esforços conjuntos sejam disponibilizados transversalmente. 

 

Criação 

 

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é um evento criado em 2004, com objetivo de destacar a importância da ciência e tecnologia para a vida das pessoas e para a melhoria da qualidade da educação científica no Brasil. Desta forma, as açõesvisam, tambémo fortalecimento da educação formal (Ensino Fundamental I e II, Ensino Médio e Educação Tecnológica), não formal e informal, divulgando o conhecimento científico e tecnológico. 

 

Perfis 

 

Angela Savastano é folclorista e natural de Campo Grande/ RJ. É graduada em Ciências Sociais e Artes tem Especialização em Folclore. Como integrante da antiga Comissão de Folclore da FCCR, foi uma das principais idealizadoras do Museu do Folclore em 1986. Também foi responsável pela criação do CECP (Centro de Estudo da Cultura Popular) em 1998. 

 

Roberto Stempniak é graduado em Bacharelado e Licenciatura em Física pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. É Doutor em Engenharia Eletrônica e Computação e Mestrado em Física pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), além de ter pós-doutorado como Guest Worker no National Bureau Of Standards.  

 

Carlos Alexandre Wuensche é graduado em Física pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e tem Mestrado e Doutorado em Astrofísica pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), onde é chefe da Divisão de Astrofísica. Atualmente, é pesquisador principal do projeto BINGO (BAO Intergalactic Neutral Gas Observations), em parceria com a USP (Universidade de São Paulo), Universidade Federal de Campina Grande, Universidade Manchester (Inglaterra) e Universidade YangZhou (China); e chefe da linha de pesquisa em Cosmologia da DIAST. 

 

 

 

              Pessoa segurando violão

Descrição gerada automaticamente 

 

Sobre o Parque Vicentina Aranha   
 

Foi inaugurado pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, em 1924, como Sanatório Vicentina Aranha, um dos maiores centros para tratamento de tuberculose da América Latina. É tombado como patrimônio histórico pelo COMPHAC (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Artístico, Paisagístico e Cultural do Município de São José dos Campos) e CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e turístico). Desde 2007, na gestão de Eduardo Cury, funciona como Parque Vicentina Aranha, de propriedade do Munícipio de São José dos Campos. Estando a administração, desde 2011, a cargo da AFAC- Organização Social de Cultura, a qual promove a recuperação das edificações com obras de manutenção e restauro, além de uma vasta e diversificada programação cultural e de qualidade de vida.    

O Parque Vicentina Aranha conta com o patrocínio do Instituto de Oncologia do Vale, Latécoère do Brasil, Sabin Medicina Diagnóstica, Concessionária Tamoios, Byofórmula Farmácia; Apoio da Vale Cloud e promoção do Jornal O Vale e Rádio Jovem Pan.   

 

Site:https://www.pqvicentinaaranha.org.br/    

Instagram:https://www.instagram.com/parque_vicentina/     

Facebook:https://www.facebook.com/parquevicentinaaranha     

Youtube:https://www.youtube.com/parquevicentinaaranha    

Seja Nosso Associado

Conheça as vantagens, benefícios e requisitos para se tornar um associado SJK CVB

Associados e Parceiros

Receba as melhores dicas e notícias de São José dos Campos